Sentar de pernas cruzadas faz mal? Descubra! Veja quais os riscos de ficar muitas horas com as pernas cruzadas


.

Ficar de pernas cruzadas é um hábito muito comum, especialmente entre as mulheres. Desde muito novas, as mulheres são incentivadas a cruzar as pernas por ser considerado um modo comportado, elegante e sensual de se sentar. Recentemente, temos visto informações que sentar-se dessa maneira pode prejudicar a nossa saúde. Será que é verdade? Descubra abaixo.

Sentar de pernas cruzadas – faz mal ou não?

Ainda há controvérsias, mas existem indícios que ficar longos períodos com as pernas cruzadas pode trazer prejuízos à nossa saúde. Veja quais são eles:

Problemas nas articulações

Estar com as nossas pernas muito tempo em uma determinada posição costuma ser desconfortável para nossas articulações e é por isso que temos a sensação de formigamento – é o corpo avisando que precisamos nos se mexer e mudar de posição. Quando ficamos muito tempo com as pernas cruzadas, colocamos muita pressão sobre o nervo peroneal, que fica atrás dos joelhos. Ficar todos os dias nesta mesma posição (e todos os dias apresentar formigamento) pode gerar uma paralisia nervosa peroneal. Um estudo realizado na Coreia do Sul examinou pacientes que se sentavam com as pernas cruzadas e concluiu que quando eles estavam sentados sobre uma cadeira, com as pernas cruzadas, os danos ao nervo peroneal eram menores, porque quando se sentiam desconfortáveis, mudavam de posição. Mas quando se sentavam de pernas cruzadas no chão, os danos ao nervo eram mais significativos.


Pressão sanguínea

Essa consequência é comprovada cientificamente por diversos estudos – sentar de pernas cruzadas aumenta a pressão sanguínea. Isso acontece porque ao cruzar as pernas envia-se sangue de volta para o peito, resultando em uma maior quantidade de sangue bombeada pelo coração. É por isso que quando vamos ao médico para aferir a nossa pressão, ele nos pede para pousar o braço sobre a mesa, descruzar as pernas e pousar os pés no chão: porque todas essas ações podem influenciar na medição da pressão. O aumento da pressão ao ficar de pernas cruzadas é logo eliminado assim que a pessoa descruza as pernas, os problemas mais consideráveis para quem fica muito tempo com as pernas assim é para quem já é hipertenso.

Coágulos sanguíneos

O aumento da pressão sanguínea causado pelas pernas cruzadas pode não ser um problema para a maioria das pessoas, mas para os hipertensos pode ser complicado e também para quem tem propensão a desenvolver coágulos sanguíneos. Quem tem essa propensão (por motivos genéticos, e/ou por combinação a longo prazo de cigarros e anticoncepcionais) deve evitar ficar longos períodos de pernas cruzadas pois as alterações no fluxo sanguíneo aumentam o risco de trombose.

Impacto nas juntas

Um estudo apontou que as pessoas que costumam cruzar as pernas ao se sentar por mais de três horas por dia têm tendência mais a se curvar para frente, forçando ombros e coluna. Esse problema acontece com a maioria das pessoas que cruzam as pernas, no entanto, o estudo também apontou que se a pessoa sentar com as costas eretas enquanto está de pernas cruzadas, os problemas estruturais são compensados.


Avalie este Artigo?

Mais pra voce!